Um Consultor é também um Gestor?

O mercado financeiro está repleto de oportunidades para que você use seus recursos da melhor maneira possível. Diante da expansão dos investidores, novos profissionais e novas funções também surgiram, como autônomos, consultores e gerentes.

Embora todos estejam relacionados aos recursos do cliente, a forma, a intensidade e a responsabilidade são diferentes. Vamos falar sobre a diferença entre freelancers, consultores financeiros e gerentes de portfólio.

O que é consultor e gestor? Qual a diferença entre ambos?

Segundo a CVM (Comissão de Valores Mobiliários), agentes autônomos de investimento são pessoas físicas que atuam nas seguintes instituições:

  • Encontre e atraia clientes;
  • O recebimento e registro de ordens e a transmissão dessas ordens para o sistema de negociação ou registro aplicável;
  • Para fornecer informações sobre os produtos e serviços prestados, a instituição faz parte do sistema de emissão de valores mobiliários com o qual o contrato é firmado.

Em suma, um agente é um representante comercial de uma corretora ou distribuidora de valores mobiliários e pode realizar todas as atividades acima mencionadas em seu nome.

É necessário seguir as regras e obrigações definidas pelo mercado, que incluem: transparência, ausência de conflito de interesses e (sozinho) trabalhar para uma empresa.

Portanto, se você vir agentes autônomos representando várias marcas, isso está incorreto. Nesse caso, infringirá as atribuições estabelecidas pela agência reguladora (CVM).

É importante ressaltar que para garantir que o profissional esteja capacitado e apto para o desempenho das funções, ele precisa ser credenciado pela ANCORD. Somente após aprovação, o agente pode ser reconhecido.

O que é um gestor? Quais habilidades importantes desse profissional?

Os gestores organizacionais devem ter as seguintes características: automotivado, iniciativa, responsável, dedicado, ambicioso, capacidade de aprendizagem, capacidade de trabalho em equipe, orientação para resultados e atitude positiva (otimista, cooperativa, social e participativa).

As organizações esperam que os profissionais de gestão tenham as seguintes características:

  • Capacidade de priorizar;
  • Capacidade de colocar ideias em prática;
  • capacidade de delegar funções;
  • capacidade de identificar oportunidades;
  • capacidade de comunicação, escrita e criatividade;
  • capacidade de trabalho em equipe;
  • capacidade de liderança;
  • Disposição para assumir riscos e assumir responsabilidades;
  • Simplificar as relações interpessoais;
  • Métodos de trabalho e campos técnicos;
  • Capacidade de adaptação a normas e procedimentos;
  • Capacidade de estabelecer e consolidar relacionamentos;
  • Capacidade de obedecer e ter autoridade.

LEIA TAMBÉM:

Para que serve um consultor?

Primeiro, devido à ignorância. A maioria dos empresários, em sua maioria micro e pequenos empresários, desconhece a finalidade desse serviço e os possíveis resultados.

Outro fator é a insegurança, o medo de perder o poder, dizer que forasteiros vão reorganizar a casa. Nesse ponto, acredito que a estratégia de marketing de uma consultoria deve ser sofisticada, focar em segmentos específicos de mercado e focar em soluções de forma institucionalizada. Não venda serviços de consultoria, mas forneça os serviços necessários.

 Você já viu um anúncio de consultório médico na TV? Se você perceber isso, o medo será definitivamente superado. O importante é ter uma localização adequada.

A consultoria de negócios é um serviço prestado por profissionais.

Esses profissionais são contratados por determinado período de tempo para diagnosticar problemas organizacionais e formular medidas corretivas, além de orientar a organização no alcance de suas metas de crescimento e rentabilidade com base nos prazos e metas previamente acordadas e registradas em contrato.

No entanto, para que a ação tenha o efeito desejado, ela deve ser executada.

Na maioria dos casos, o empresário ou gerente implementará as medidas recomendadas. Porém, devido à resistência cultural ou mesmo à falta de habilidade de execução, muitos serviços deixam de trazer os resultados desejados.

O papel do consultor é um facilitador, ou seja, um agente externo de mudança, cuja função é auxiliar os gestores na formulação de estratégias de negócios para que sua empresa atinja os objetivos estabelecidos.

Vale ressaltar que por ser consultoria um serviço e um produto intangível, é importante na negociação de propostas negociar os resultados esperados e o papel de cada pessoa.

Sim, porque o papel do consultor é aconselhar o gerente, não realizar operações, a menos que o consultor tenha funções executivas.

O mais recomendado é que essas medidas sejam implementadas pelo gestor ou pessoal administrativo da organização, e sempre contem com a total cooperação e assessoria dos consultores.

A pessoa que dirige a organização é seu diretor executivo.

Lembre-se sempre de que a ética é a ferramenta básica do trabalho de qualquer profissional (especialmente consultor).

Qualquer falha nesta área danificará toda a categoria. O fato de não pertencer à organização não significa que deva desrespeitar a cultura local, examinar a hierarquia e ignorar os valores atuais. O fator mais importante para o sucesso do trabalho de consultoria é o respeito à cultura organizacional.

Compreenda e respeite, e então sugira mudanças (se aplicável). No início, ouvir mais do que falar é fundamental.

Por fim, lembre-se que dada a especificidade (escala, recursos, nível de pessoal, cultura organizacional, valor atual, mercado em que atua, etc.), uma determinada tecnologia aplicada com sucesso em uma empresa não será aplicada em outras empresas. Sempre haverá algum grau de ajuste. Com serviços de consultoria “enlatados”, o mercado está cheio.

Com isso podemos concluir que o consultor não é um gestor, porém é um profissional tão importante quanto o mesmo para te ajudar a alcançar os objetivos do seu negócio, a consultoria vai trabalhar em busca de resultados, já a gestão vai atuar no quesito ação para que as coisas de fato aconteçam, dentro de todo o parâmetro passado pelo o consultor.

Tags: | |

0 Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Este site utiliza Cookies e Tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência. Ao utilizar nosso site você concorda que está de acordo com a nossa Política de Privacidade.

×